Epilação Egípcia 

 

Na técnica, o profissional utiliza uma linha para retirar os pelos, é menos agressiva e retira os pelos desde a raiz e chega a arrancar as lanugens, pelos bem finos e claros que nascem principalmente na área do rosto. A técnica também enfraquece os pelos e funciona quase como uma depilação definitiva.

 

Chamada também de depilação egípcia, chinesa ou epilação threading, trata-se de uma técnica milenar do antigo Egito, muito utilizada nos países orientais, que utiliza uma linha de costura que é entrelaçada nos dedos das duas mãos formando uma espécie de “tesourinha”, sendo o fio arrancado pela raiz, realizando o que chamamos de epilação. A epilação com linha é totalmente suportável, sendo menos dolorida que a com cera. 

 

Os lugares mais indicados são rosto e regiões como queixo, testa, buço e laterais. O tempo de aplicação depende do tamanho da área a ser trabalhada e da quantidade de pelo. O rosto todo por exemplo, leva em média 1 hora. São inúmeros os benefícios, por não possuir contra indicações, podendo ser usada por pessoas alérgicas e reativas a outras formas de depilação ou epilação.

 

Higiene - Normalmente os profissionais utilizam uma linha de costura comum de cor branca para realizar o processo. “A linha branca é um jeito de mostrar para o cliente que o material e o local em que ele está fazendo a depilação são limpos” .

 

Benefícios

  • Não provoca flacidez;

  • Não provoca queimaduras;

  • Causa afinamento do pelo;

  • Pode ser usado durante tratamentos e pele realizado ácidos (peelings…).

Contraindicações

 

Não tem contraindicações, mas em pessoas com hipersensibilidade

pode causar irritação, não pela linha, mas pelo processo de arrancar

vários pelos ao mesmo tempo.