Somos energia consciente


Aqui Deixo uma Pequena contribuição para todos que estão, como eu, trilhando o caminho de volta para Casa – para dentro de si mesmo.
A ALMA, O ÉTER E A ENERGIA…

Assim como o éter onipenetrante não pode ser tocado, devido à sua natureza sutil, tampouco a alma, que está em todas as partes do corpo, pode ser tocada.

Assim como o sol ilumina toda terra, também Aquele que habita o corpo ilumina todo o campo.

A literatura do Oriente, no que diz respeito à alma e sua expressão no plano físico, o corpo etérico ou vital, é vasta como o estudo de sua bibliografia muito incompleta o demonstrará, distribuídos pelos Upanishads e os Puranas, existem milhares de parágrafos que se ocupam deste ensinamento. As duas fontes mais importantes de informação são o Shiv-Samhita e o Shatchakra Nirupanam.

Sir John Woodroffe (Arthur Avalon) tem feito muito, através de seus livros, para trazer um conhecimento do ensinamento oriental e dessa técnica do desenvolvimento da alma ao Ocidente.

Reside no fato de que, pelo conhecimento de certo método técnico, o homem pode atuar, ativamente, com as forças de sua própria natureza ao atuarem por intermédio do corpo vital.

Os médicos modernos reconhecem, cada vez mais, o fator energia em conexão com o homem. Pelo reconhecimento lógico de que o corpo físico é formado de átomos, como também o são todas as formas da natureza, deduz-se que a unidade humana é de natureza elétrica.O cientista ocidental reconhece o éter e o movimento.

O instrutor oriental fala do akasha e do prana. Ambos lidam com a vivência vital que permeia todas as formas, e é a causa de sua coesão, sensibilidade e duração da existência. Isto é corroborado por uma passagem do Kenopanishad:

“O Imanifestado, sem forma, única fonte de luz, é o Grande Poder; dele saiu o éter sonoro (Akasha); deste se originou o éter tangível.

Do éter tangível, o éter luminoso, e deste o éter gustativo, de onde provém o éter odorífico. Estes são os cinco éteres, e possuem uma quíntupla extensão.

Destes emanou o universo; por eles continua; neles, desaparece; entre eles também ele se mostra novamente. ”

E evidente a semelhança entre o éter luminoso das antigas escrituras hindus e as ondas luminosas do cientista moderno. Rama Prasad, em seu livro As Forças Sufis da Natureza, enumera quatro estados de matéria sutil:

1. Prana ou matéria da vida

2. Matéria Psíquica

3. Matéria Mental

4. Matéria Espiritual

E fica evidente que estes quatro estados são qualidades das energias que utilizam o Akasha como meio de expressão.

Um estudo dos livros orientais proporciona um panorama de um mundo material que é trazido à existência e animado por um mundo subjetivo de forças, que utilizam o éter (Akasha) como campo de ação, e são responsáveis por todas as formas, qualidades e diferenciações do mundo fenomênico.

Um escritor mais moderno, Ramacharaka, disse:

“Para evitar as interpretações errôneas das diversas teorias, referentes a este grande princípio, vinculadas geralmente a um nome dado a este princípio, nesta obra, vamos nos referir a ele chamando-o de ‘Prana’, termo sânscrito que significa ‘Energia Absoluta’. Muitos eruditos em esoterismo ensinam que o princípio denominado ‘Prana’ pelos hindus é o princípio universal de energia ou força, e que toda energia ou força deriva deste princípio, ou melhor, é uma forma particular da manifestação deste princípio… Podemos considerá-lo como o princípio ativo de vida Força Vital, se assim lhes agrada. Ele é encontrado em todas as formas de vida, desde a ameba até o homem desde a forma mais elementar de vida vegetal à mais elevada forma de vida animal. ‘Prana’ é onipresente. Encontra-se em todas as coisas que têm vida, e como a filosofia ocultista ensina que a vida reside em todas as coisas em cada átomo e que a aparente falta de vida de algumas coisas é só um grau inferior de manifestação, podemos admitir este ensinamento de que o ‘Prana’ está em todas as partes e em todas as coisas.

Não se deve confundir o ‘Prana’ com o Ego esse fragmento de espírito divino que há em toda alma, em volta do qual se agrupa a matéria e energia. ‘Prana’ é meramente uma forma de energia utilizada pelo Ego, em sua manifestação material.

Quando o Ego abandona o corpo, não estando mais o ‘Prana’ controlado pelo Ego, só responde aos mandados dos átomos individuais ou grupos de átomos, que formam o corpo, e quando o corpo se desintegra e se dissolve em seus elementos originais, cada átomo leva consigo suficiente ‘Prana’ para permitir-lhe formar novas combinações, e o ‘Prana’ não utilizado volta ao grande depósito universal do qual originou. Enquanto o Ego controla, existe coesão, e os átomos mantêm-se unidos pela Vontade do Ego.

Portanto, Prana é o princípio universal da vida em todas as formas; as chamadas energias ou vida do corpo humano constituem a porção diferenciada deste princípio universal, princípio esse de que cada alma humana em particular tem-se apropriado.

Segundo a Sabedoria Eterna, as energias que utilizam o akasha (o éter) do universo, classificam-se em três principais grupos:

1. Fohat, é análogo ao que os cristãos consideram espírito. É a vontade de existir, o princípio determinante da vida de Deus, que, podemos afirmar, é a soma total de todas as formas e estados de consciência. É o Propósito divino, funcionando ativamente.

2. Prana, é análogo à atividade que desenvolve o princípio consciência, a alma do cristão; é um efeito da união do espírito ou vida, com a matéria ou substância; manifesta-se como a energia na forma, quando produz coesão, animação e sensibilidade, levando a cabo o Propósito divino.

3. Kundalini, assim denominada em conexão com a forma humana; é a força latente na matéria propriamente dita, é a vida integral do átomo, independente de qualquer forma em que esse átomo possa participar em seu diminuto ciclo de experiência.

considera-se, com frequência, o corpo físico como um átomo no corpo do reino humano; neste caso, a energia kundalínica, supostamente localizada num centro que se encontra na base da coluna vertebral, seria um núcleo positivo, e os demais átomos do corpo seriam considerados de natureza eletrônica.

O corpo vital, ou corpo de éter, é o meio de expressão da vida da alma, essa dualidade sensível vivificadora que tem sido denominada Prana. Esta energia dual tem dois centros positivos no corpo vital e, em consequência, no físico um no coração, de onde se afirma que estão centrados o sentimento e a sensibilidade; outro na cabeça, onde a mente e a consciência espiritual encontram expressão.

“O iogue, mediante o controle consciente do Udana-prana, suprime todas as sensações que entram e saem dele, e isto é necessário para evitar a distração da mente que anseia controlar”.

Srinivasa Iyengar formula os seguintes postulados, e declara que todas as escolas de pensamento, exceto a do nihilismo cru, aceitam estes postulados.

1. O homem é um complexo de consciência, mente e corpo.

2. Atma (o self) é da natureza da consciência, e é imutável.

3. A mente, ainda que seja um órgão interno, é material, e não é atman.

4. Toda a energia do universo é pessoal, isto é, está ligada com a consciência.

5. Esta energia é Prana, o intermediário entre a mente e a matéria.

“A filosofia hindu considera o Prana e não o movimento, como a energia fundamental do cosmos. Concebe-se o Prana como um poder proveniente ou iniciado por Purusha (o aspecto Espírito A. A. B. ), atuando sobre a matéria.”


‘ ‘O Iogue, ‘ disse Aniruddha, ‘está conectado diretamente com o princípio primordial do Universo, em consequência (secundariamente) com a totalidade do espaço, do tempo e das coisas, ‘isto é, com a manifestação e mais particularmente, com o estado humano, em todas as suas modificações”. [Alice Bailey, em A alma e seu mecanismo – páginas 48-56]

Energia Taquiônica

É a energia de maior frequência em vibração do Universo. Esta energia neutra se compõe de dois pares de partículas que por terem carga elétrica contrária se anulam e se equilibram. Por ser neutra não oferece resistência e se move 27 vezes mais rápido que a luz. Por não ter polaridade, pode ser utilizada para o positivo ou negativo, por isso ela não pode ser visualizada (não tem cor) é a vibração da harmonia cósmica.

É a energia do pensamento, que vibra na alta frequência do amor; a mesma energia que Jesus Cristo utilizou para fazer com extraordinário sucesso aquilo que até hoje chamamos de milagre. Todas as coisas e seres do Universo vibram em diferentes frequências dependendo do seu nível de evolução. A nossa energia pode apresentar três polaridades diferentes: positiva, negativa ou neutra.

Energias contrárias, positiva para um e negativa para outro, indicam uma compatibilidade energética. Segue-se a regra dos opostos que se atraem, pois estamos falando de energia. No caso de amor a primeira vista, por exemplo, há que existir esta compatibilidade.

Energias iguais se repelem, então num encontro como este você sentiria uma repulsa pela outra pessoa, uma certa antipatia, desconfiança ou algo menos agressivo. A atração somente física entre duas pessoas requer energias iguais. Por uma pessoa que você sinta amor ou profundo carinho, supõe-se ter energia compatível com a sua (energias opostas). Para tornar a energia de duas pessoas compatíveis, pode-se proceder à inversão energética. Esta compatibilidade pode ser desejada, por exemplo, entre o terapeuta e seu paciente, para facilitar os processos de tratamento, ou entre casais, para resolver divergências sérias.

A manipulação da energia taquiônica permite a elevação da consciência à dimensões superiores da realidade, facilitando assim o contato com seres e a visualizar outras dimensões, potencializa a energia vital, a aura ou o campo eletromagnético pessoal. Para os mundos de terceira dimensão, como a Terra, a dificuldade de se alcançar este grau elevado de vibração está muito aquém de nossa compreensão atual. Devido aos bloqueios psicológicos, traumas, complexos, questões financeiras e emocionais, dificulta-nos entrar em tal sintonia.

A energia taquiônica não acaba nunca, é uma energia eterna, já fazemos uso dela através do nosso pensamento, porém a frequência do nosso pensamento está muito aquém da frequência de ressonância shumann, da frequência de ressonância do universo, da pulsação da terra, essa frequência, hoje, pulsa em 13, a vibração da terra é 13 e nós estamos a 15 (nossa frequência consciencial), temos que acelerar de uma maneira equilibrada para termos o controle dessa energia.

Obtenção da Energia Taquiônica…

Cada emoção tem uma frequência de vibração. Todos os chakras produzem Energia Vibracional. Dessas energias, a sexual é a de maior frequência

A Energia Taquiônica é ligada ao pensamento, à consciência, à vibração de amor – à Quinta Dimensão.

Energia Taquiônica é a soma de todas as energias mais a sincronicidade cósmica.

Energia Vibracional

Energias vibracionais são aquelas produzidas em ritmos hiper acelerados, provindas de várias fontes, como estímulos emocionais ou sexuais. Uma pessoa só terá energias vibracionais em seu corpo se captá-las através de estímulos emocionais, podem ser positivas e negativas. As negativas são o medo, a angústia, a depressão, o pânico, dor, saudade, etc e as positivas são a felicidade, o amor, o sexo, etc.

Todas essas fontes de energia podem ser convertidas em energia vibracional ativa através do comando mental de cada indivíduo, ou seja, o desejo profundo. Podemos neutralizar as energias negativas esfregando os polegares e depois os esfregando atrás dos lóbulos das orelhas. Esse exercício anula os efeitos psicossomáticos porque mexe com os sistemas de meridianos que estão ligados ao sistema nervoso central e que também está ligado a algumas ramificações da percepção ativa. Massageando esse feixe ele descongestiona, a energia flui e não haverá mais problemas. Outras formas de se obter energia vibracional é através de exercícios de atuação mental e ativações. Assim, a pessoa será a sua própria fonte de energia, não precisando captar energia do exterior. Por isso invertem-se os chacras, para não absorver energias negativas.

Energias vibracionais não ativas são aquelas em uma frequência menor que 17 Hz. A pessoa com essa energia consegue realizar muitas coisas, mas dentro do seu campo energético, não consegue interagir no campo de outras pessoas. e os resultados obtidos são muito rápidos.

Kundalini é fusão de todas as energias vibracionais (emocionais e sexuais) transmutadas. Energia taquiônica é a soma de todas as outras mais a sincronicidade cósmica (kundalini armazenada e centralizada no frontal).

Etapas de Desenvolvimento de energia:

  • Transmutação das energias vibracionais

  • Elevação e centralização da kundalini no frontal

  • Conversão da kundalini em Energia taquiônica.

Todas as coisas e seres do Universo vibram em diferentes frequências dependendo do seu nível de evolução.

Energia vibracional…

Outras formas de se obter energia vibracional é através de exercícios de atuação mental e ativações. Assim, a pessoa será a sua própria fonte de energia, não precisando captar energia do exterior. Por isso invertem-se os chacras, para não absorver energias negativas.

Do mesmo modo que no corpo físico há órgãos vitais e órgãos de importância menor, o corpo bioplasmático apresenta chakras maiores ou menores. Os chakras maiores são pontos de energia com cerca de 7,5 a 10 cm de diâmetro.

Chama-se centros de energia aos pontos de captação ou desprendimento de energia, através dos chakras, pode-se equilibrar a energia de nosso corpo, pois esses pontos têm ligação direta com nossos órgãos vitais.

Energia Viril e o Quinto Elemento

Textos extraídos do livro “Akhenaton”.“A Atlântida não era apenas uma ilha, mas sim um território de dimensões continentais como nos relatou o filósofo Platão nos diálogos de Timeu e Crítias.

O “vril” é uma energia dinâmica capaz de se apresentar sob vários aspectos. Uma de suas formas mais comuns de manifestação era através da “inversão do eixo gravitacional” de elementos materiais.

A partir de uma indução energética era possível erguer pesados blocos de rocha como se fossem monólitos de algodão, tecnologia que permitia a construção de grandes edifícios sem a utilização de máquinas pesadas. Era necessário apenas conduzir as pedras colossais aos locais apropriados depois de serem lapidadas através de avançada tecnologia.

Os primeiros egípcios, que ainda dominavam parcialmente o “vril”, construíram as pirâmides de Gizé utilizando-se dessa tecnologia. Somente o “vril” poderia erguer monólitos com duas toneladas de peso sem a utilização de roldanas e guindastes.

Outros povos descendentes dos atlantes, como os habitantes da ilha de Páscoa e os Sumérios, também se utilizaram dessa energia para erguer suas fantásticas construções e seus monumentos.

O povo egípcio, os maias, os astecas e outros povos da Antiguidade receberam a influência direta dos atlantes após a submersão da “Grande Ilha”.

“O quinto elemento é a energia pura emanada do centro criador, presente em todos os compostos”.

Os sábios o consideram a causa ou origem dos outros quatro elementos. O termo “Quinta Essência” provavelmente foi primeiramente elaborado pelo filósofo Aristóteles, que considerava que o universo era composto de quatro elementos principais, a saber:

  • TERRA

  • ÁGUA

  • AR

  • FOGO

É o poder espiritual presente em todos os mistos.

É a chamada Quinta Essência dos antigos e verdadeiros alquimistas.

Em 1998, três astrofísicos da Universidade de Pensilvânia mencionaram o termo “Quinta Essência” para designar um campo dinâmico quântico que é gravitacionalmente repulsivo.

Hoje; a ciência já está quase confirmando a realidade da existência de um quinto elemento através da Física Quântica.

Há uma resposta para todas as buscas e uma solução para todas as aflições humanas. Basta apenas utilizar-se dos meios adequados para tal

"Só existe duas formas de viver a vida.

A primeira é pensando que o milagre não existe;

a outra é pensando que tudo é milagre."

Albert Einstein

A busca maior da alquimia interior consiste na manutenção deste Quinto Elemento, através de técnicas químico-espirituais que visam a obtenção dessa Energia Sagrada para finalidades diversas.

Em magia, essa mesma energia é denominada Akasha. Quem aprende a dominar e utilizar essa força torna-se um ser iluminado. Geralmente tal insight só ocorre depois de muitos anos de estudo e meditação quando, trabalhando secretamente no laboratório da alma, o iniciado compreende a simplicidade do Ser Absoluto e a sua Onipresença e Onipotência.

Saiba mais 👇

🔴Consultoria Online

🔴Drenagem Linfática

🔴Seja um profissional de Sucesso

🔴Seja um terapeuta de si mesmo

REFERÊNCIA: https://novaconscincia.wordpress.com/2015/12/03/tudo-e-energia-somos-energia-consciente/comment-page-1/

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Procurar por tags

2016 Criado por Joana Derllin

Derllin SPA Urbano   CNPJ: 30.584.214/0001-13

Endereço: Rua Dr. Antão Assis Brasil, 759, Pippi, Santo Ângelo, Rio Grande Do Sul, Brasil.

Entrega dos Serviços a combinar.

  • WhatsApp
  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube
  • G+